Guerrilheiros matam três policiais e ferem um na Colômbia

Ataque ocorreu perto da fronteira com a Venezuela; grupo que realizou atentado não foi identificado

Associated Press

14 de setembro de 2010 | 10h25

BOGOTÁ - Três policiais foram assassinados, um ficou ferido e outro está desaparecido depois de um ataque perpetrado por guerrilheiros no nordeste da Colômbia, informou nesta terça-feira, 14, o ministro da Defesa colombiano, Rodrigo Rivera Salazar.

 

O ministro explicou que o atentado ocorreu no município de Tibú, no departamento de Santander, que fica perto da fronteira com a Venezuela. A cidade onde ocorreu o crime fica a cerca de 470 quilômetros a nordeste de Bogotá.

 

Este é o quarto ataque contra policiais colombianos desde que o presidente Juan Manuel Santos assumiu o poder, em 7 de agosto. O saldo, até agora, é de 30 agentes mortos.

 

Rivera não disse qual grupo guerrilheiro foi responsável pelo ataque. Na região, atuam as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o Exército da Libertação Nacional (ELN), as duas maiores guerrilhas colombianas.

 

Segundo a polícia, nos últimos sete anos, foram registrados mais de 330 ataques de guerrilheiros contra as forças de segurança. Ao todo, 674 agentes morreram nessas ações.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaguerrilhaviolênciaFarcELN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.