Há bom ambiente para relações Equador-Colômbia, diz OEA

O secretário da Organização de EstadosAmericanos (OEA), José Miguel Insulza, disse na sexta-feira queexiste um "bom ambiente" para que Equador e Colômbiarestabeleçam suas relações e superem uma crise diplomática. Insulza tenta aproximar Quito e Bogotá após militarescolombianos bombardearem sem autorização um acampamento dasForças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em territórioequatoriano, dia 1o de março, para matar Raúl Reyes, um doslíderes da guerrilha. Outras 24 pessoas morreram na operação. Apesar das constantes rusgas entre as partes, Insulzamostrou-se confiante em conseguir aplacar a crise. Ele, porém,se absteve de precisar uma data em que Quito pode anunciar orestabelecimento das relações formais, rompidas durante acrise. "Acredito que há um bom ambiente para ir melhorando asituação e espero que termine com a retomada das relações(entre ambos países)", disse Insulza, depois de se reunir com opresidente do Equador, Rafael Correa, em Quito. Ele não precisou as condições para a reaproximação. Masassegurou que durante seus encontros com Correa e o presidenteda Colômbia, Alvaro Uribe, foi manifestada vontade mútua paraencerrar a crise. (Reportagem de Alexandra Valecia)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.