Haiti adia eleições legislativas devido a terremoto

Edifícios nos quais o pleito seria realizado foram destruídos; ainda não há nova data definida

Efe,

02 de fevereiro de 2010 | 21h49

O Conselho Eleitoral Provisório (CEP) do Haiti anunciou nesta terça-feira, 02, oficialmente o adiamento das eleições legislativas que estavam previstas para os dias 28 de fevereiro e 3 de março, informou a rádio Metropole em seu site.

 

O pleito foi adiado para uma data ainda indefinida

VEJA TAMBÉM:
video Assista a análises da tragédia
mais imagens As imagens do desastre
blog Blog: Gustavo Chacra, de Porto Príncipe
especialEntenda o terremoto
especialInfográfico: tragédia e destruição
especialCronologia: morte no caminho da ONU
lista Leia tudo que já foi publicado
, segundo um comunicado do CEP citado pela rádio, que acrescentou que o motivo do adiamento são os danos causados pelo terremoto do último dia 12 em edifícios do órgão eleitoral e nas sedes de votação.

 

O terremoto "atingiu especialmente as sedes do CEP, provocando a morte de seis funcionários", diz a nota. Além disso, 80% dos locais de votação do departamento Oeste e 60% dos do departamento Sudeste não estão operando por estarem destruídos ou danificados. O conjunto de arquivos e documentação eletrônica ficou a salvo.

 

O Haiti realizaria eleições legislativas para renovar um terço do Senado e a Câmara dos Deputados. Dois senadores morreram em consequência do terremoto, que deixou pelo menos 200 mil mortos.

 

O presidente haitiano, René Préval, declarou à imprensa na semana passada que, na atual situação do país, não se pode falar de eleições.

 

Já o ministro encarregado das relações do Executivo com o Parlamento, Joseph Jasmin, disse à Agência Efe também na semana passada que só existe a possibilidade de "imaginar" eleições gerais no final deste ano.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.