Haiti liberta missionária dos EUA detida por tráfico de crianças

Líder do grupo continua presa, acusada de tentar retirar 33 menores ilegalmente do país após terremoto

Reuters,

08 de março de 2010 | 16h38

A Justiça do Haiti libertou nesta segunda-feira, 8, uma das duas missionárias americanas que ainda estavam presas no país acusadas de tráfico de crianças.

 

Charisa Coulter deixou sua cela acompanhada de funcionários da embaixada americana. A líder do grupo, Laura Silsby, continua presa.

 

Ela é acusada de tentar retirar 33 crianças do Haiti sem documentação após o terremoto do dia 12 de janeiro. Os outros oito missionários que estavam presos já haviam sido libertados no mês passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.