Haiti vai libertar oito dos dez americanos presos por sequestro

Eles são acusados de tentar retirar ilegalmente 33 órfãos do país após o terremoto do último dia 12 de janeiro

Reuters,

17 de fevereiro de 2010 | 17h43

A Justiça haitiana decidiu nesta quarta-feira, 17, libertar oito dos dez missionários presos em janeiro acusados de tentar tirar ilegalmente 33 crianças do país. Dois do suspeitos permanecerão detidos. 

 

Veja também:

linkEm visita de Sarkozy, França doa US$ 446 mi para ajudar Haiti

linkTerremoto deixa Haiti mais vulnerável a época de furacões

De acordo com o juiz Bernard Sainvil, Laura Silsby, a líder do grupo, e Charisa Coulter, são as americanas que permanecerão sob custódia.

 

A maioria do grupo é de uma Igreja Batista de Idaho. Eles negam as acusações e dizem que só queriam ajudar os órfãos. Os acusados também respondem por formação de quadrilha.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.