Hanna mata 137 em sua passagem pelo Haiti

Maioria das mortes ocorreu no departamento de Artibonite (norte), onde 102 pessoas perderam a vida

Efe,

05 de setembro de 2008 | 00h27

O número de mortos no Haiti pelas inundações ocasionadas pela tempestade tropical Hanna subiu para 137, informou nesta quinta-feira, 4, o escritório de Defesa Civil. Veja também:Sobe para 90 número de mortos por furacão Hanna no HaitiFuracão Ike chega à categoria 4; Hanna também ganha forçaBush diz que resposta dos EUA ao Gustav foi 'excelente' A maioria das mortes ocorreu no departamento de Artibonite (norte), onde 102 pessoas perderam a vida, explicou a diretora do organismo, Alta Jean-Baptiste, que qualificou de "enormes" os danos causados pelo fenômeno no Haiti. O "Hanna" também matou 14 pessoas no oeste do país, 16 no sul, três no departamento norte e uma na localidade de Nippes. Jean-Baptiste destacou os estragos causados pela tempestade tropical principalmente em Artibonite e no sudeste, onde não especificou a quantidade de vítimas. Pouco antes da divulgação do novo balanço, o Senado haitiano aprovou uma resolução que declara em estado de emergência a litorânea cidade de Gonaives, no norte, imersa em uma "catástrofe", pelas inundações provocadas pelo Hanna. O legislador pediu que o governo adote medidas urgentes a favor das vítimas deixadas pelo Hanna nessa localidade, onde cerca de 100 mil pessoas estariam sem ter o que comer. O Programa Mundial de Alimentos (PMA) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciaram que enviaram por navio 60.000 litros de água e 7,5 toneladas de alimentos a Gonaives.

Tudo o que sabemos sobre:
Haititempestade tropicalHanna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.