Samuel Hernández/EFE
Samuel Hernández/EFE

Homens armados matam 13 pessoas em bar no México

Desde 2006, o país já registrou mais de 200 mil mortes por causa de confrontos violentos entre cartéis de droga e forças policiais

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2019 | 03h23

CIDADE DO MÉXICO - Homens armados mataram 13 pessoas dentro de um bar na cidade de Minatitlan, no México, na noite da última sexta-feira, 19. Sete homens, cinco mulheres e uma criança morreram, e outras quatro ficarem feridas. O massacre é considerado um dos piores do país desde que Andres Manuel Lopez Obrador assumiu a presidência.

Os homens não identificados foram até o bar em busca de um homem, mas quando foram impedidos de levá-lo por convidados da festa, abriram fogo contra as pessoas presentes no local, afirmou o porta-voz do estado de Veracruz, onde ocorreu o crime.

Hugo Gutierrez, comandante da área de segurança pública do estado de Veracruz, disse no Twitter que iniciou uma operação para capturar os responsáveis pelas mortes. As autoridade não sabem qual foi o motivo para o massacre.

O estado é rico em petróleo e sofre há anos com corrupção policial e violência entre gangues.

Lopez Obrador assumiu a presidência em dezembro prometendo reduzir a violência no México. Desde 2006, o país já registrou mais de 200 mil mortes por causa de confrontos violentos entre cartéis de droga e forças policiais. / EFE, REUTERS

O presidente tinha uma visita a Veracruz agendada para este domingo, 21.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.