Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Honduras terá missão da ONU para apurar violação de direitos

Delegação ficará no país por três semanas e entrevistará todas as partes envolvidas na crise política

Efe,

16 de outubro de 2009 | 15h06

O alto comissariado da ONU para os Direitos Humanos anunciou nesta sexta-feira, 16, que enviará uma missão a Honduras neste domingo para investigar as violações dos direitos fundamentais perpetradas desde o golpe de Estado contra o presidente Manuel Zelaya em 28 de junho. Os enviados do organismo internacional permanecerão no país até 17 de novembro.

 

Veja também:

especial Especial: O impasse em Honduras  

 

O objetivo da missão será reunir toda a informação necessária para preparar um relatório especial solicitado pelo Conselho de Direitos Humanos (CDH), indicou o gabinete da comissária, Navi Pillay, por meio de comunicado.

 

No dia 1º de outubro, o CDH adotou uma resolução que pedia a Navi um relatório exaustivo sobre os abusos aos direitos humanos desde o golpe de Estado que tirou Zelaya do poder. A missão preparará o documento, cujas conclusões e recomendações serão apresentados por Navi à Assembleia Geral da ONU no mês que vem.

 

A ONU informou também que para os integrantes da missão, que o comissariado ainda não revelou, cumpram sua tarefa, entrevistarão representantes de todas as partes envolvidas na crise política de Honduras. Um porta-voz do órgão disse que a condição para que esta visita seja realizada é a de sigilo total após o fim das investigações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.