Humala e Chávez selarão acordo energético entre Venezuela e Peru

A Venezuela e o Peru negociam uma aliança energética baseada na proximidade política de seus presidentes e planejam dar início a convênios entre as estatais Petroperú e Petróleos de Venezuela (PDVSA).

DEISY BUITRAGO E MARIANNA PARRAGA, REUTERS

07 de janeiro de 2012 | 17h22

A visita à Venezuela do presidente peruano, Ollanta Humala, terá ênfase no setor energético.

"Vamos estabelecer acordos econômicos, sociais, geopolíticos, culturais, tecnológicos e energéticos para avançar no bilateral, na aliança Peru-Venezuela", disse o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ao receber Humala no aeroporto da cidade de Puerto Ordaz.

O presidente da Petroperú, Humberto Campodónico, chegou à Venezuela vários dias antes do presidente Humala para iniciar as negociações com o ministro venezuelano de Energia, Rafael Ramírez.

Campodónico disse a jornalistas em Lima que estão sendo discutidos convênios para a exploração e comercialização conjuntas de petróleo, assim como o desenvolvimento de projetos petroquímicos.

(Reportagem adicional de Mario Naranjo)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELAPERUACORDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.