Igreja divulga nomes dos presos políticos que serão libertados em Cuba

Cinco prisioneiros serão soltos nesta quinta, conforme o Arcebispado de Havana anunciou

Associated Press

08 de julho de 2010 | 15h44

HAVANA - A Igreja Católica de Cuba divulgou nesta quinta-feira, 8, os nomes dos presos políticos que serão libertados, conforme o acordo firmado com Havana e anunciado na quarta. Também foram divulgados os nomes de seis prisioneiros que serão transportados para prisões próximas de onde moram suas famílias.

 

Veja também:

linkFariñas encerra greve de fome após 4 meses

linkHillary elogia iniciativa 'tardia' de Cuba

linkUnião Europeia aplaude decisão cubana

linkCuba concorda em libertar 52 presos

lista Veja lista dos 52 presos políticos

 

Os libertados que "poderão deixar a prisão rumo a Espanha nos próximos dias" são Antonio Villarreal, Lester González, Luis Milán, José Luis García e Pablo Pacheco, informa o comunicado do Arcebispado de Havana. Não foi divulgado ainda que horas ocorrerá a libertação.

 

Os seis presos que serão transportados para prisões próximas de suas famílias são Nelson Molinet, Claro Sánchez, José Daniel Ferrer, Marcelo Cano, Angel Moya e Luis Ferrer. O anúncio desta lista havia sido feito antes da relação de nomes dos libertados.

 

A libertação, divulgada durante uma visita à ilha do chanceler espanhol, Miguel Ángel Moratinos, é resultado da pressão internacional sobre Cuba para que a situação dos direitos humanos no país fosse melhorada. Cinco presos serão libertados entre nesta quarta e os outros 47 em até quatro meses.

 

Os 52 opositores são todos parte do grupo de 72 opositores presos em 2003, na onda repressiva conhecida como Primavera Negra, e são condenados a penas de seis a 28 anos de prisão. A libertação deles foi discutida pelo presidente Raúl Castro e pelo cardeal Jaime Ortega em 19 de maio.

Tudo o que sabemos sobre:
Cubadissidentespresos políticos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.