Interpol elogia operação de libertação de reféns das Farc

Em nota, secretário-geral encoraja o mundo a seguir se esforçando para resgate dos outros seqüestrados

Efe,

03 de julho de 2008 | 13h44

A Interpol elogiou nesta quinta-feira, 3, a operação colombiana que viabilizou a libertação de Ingrid Betancourt e de outros 14 reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e encorajou a comunidade internacional a seguir se esforçando para assegurar a soltura de todos os reféns da guerrilha.   Veja também: Colômbia poderá libertar mais reféns, diz ministro do Interior Ingrid pede liga de países para libertar reféns das Farc Após 6 anos, Ingrid reencontra os filhos em Bogotá Uribe quer libertação de reféns para negociar  Americanos que estavam em poder das Farc chegam aos EUA Ouça o relato de Ingrid Betancourt (em espanhol) Quem são os ex-reféns libertados pela Colômbia O drama de Ingrid Por dentro das Farc  Histórico dos conflitos armados na região    Cronologia do seqüestro de Ingrid Betancourt Leia tudo o que foi publicado sobre o caso Ingrid Betancourt Depoimento dos filhos de Ingrid (em espanhol)    "A bem-sucedida libertação de Ingrid Betancourt, três cidadãos norte-americanos e onze colombianos, incluindo quatro policiais, é o último de uma série de eventos" que se espera que com o tempo se veja como uma "mudança na luta contra o terrorismo na região", afirmou o secretário-geral da Interpol, Ronald Noble, em um comunicado.   Neste "momento de alegria, não devemos esquecer as centenas de pessoas que seguem seqüestradas pelas Farc e suas famílias", comentou o responsável da organização internacional de Polícia, com sede em Lyon, na França.   Em nome da comunidade mundial das forças da ordem, Noble felicitou as autoridades colombianas por esta operação "valente e totalmente eficaz" e espera que seja "o primeiro grande passo" para a consecução da liberdade de todos os reféns das Farc.

Tudo o que sabemos sobre:
InterpolFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.