Inundações forçam retirada de 470 famílias no nordeste do México

Retirada aconteceu após rio Tamesí transbordar devido às chuvas ocasionadas pela tempestade 'Arlene'; desabrigados terão como atividade ecônomica a pesca e receberão atendimento médico

Efe,

07 de julho de 2011 | 04h05

MÉXICO - As autoridades do estado de Tamaulipas iniciaram na quarta-feira, 6, a evacuação de 470 famílias no município de Altamira, no Golfo do México, afetadas pela inundação de suas casas devido ao aumento do nível do rio Tamesí após as chuvas ocasionadas pela tempestade "Arlene", informou uma fonte oficial.

 

O prefeito de Altamira, Pedro Carrillo, disse à imprensa que até quarta-feira, 90% das pessoas que vivem nessas áreas já haviam sido transferidas a abrigos temporários ou a zonas altas.

"O restante da população não quis sair e decidiu ficar para cuidar de seus bens", indicou.

 

Carrillo assegurou que a população evacuada tem como atividade econômica a pesca e que vem recebendo provisões, atendimento médico e água potável. Cada família recebeu ainda 10 litros de gasolina para poder sair de suas comunidades.

 

O secretário-geral de governo, Morelos Canseco, disse nesta quarta-feira em Ciudad Victoria, capital de Tamaulipas, que há na região pelo menos cinco mil pessoas assentadas em zonas com risco de sofrer inundações.

 

Durante a última semana, o "Arlene", que alcançou a categoria de tempestade tropical, castigou com fortes chuvas vários estados do país e causou a morte de 22 pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicoArlenetempestade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.