Irã concede linha de crédito de US$ 40 milhões ao Equador

Países ampliam cooperação e assinam 12 acordos bilaterais; banco iraniano já estuda outro crédito de US$ 80 mi

Efe,

09 de dezembro de 2008 | 17h01

O Banco de Desenvolvimento de Exportações do Irã anunciou nesta terça-feira, 9, a aprovação de uma linha de crédito de US$ 40 milhões para o Equador, informou a televisão pública da República Islâmica. Segundo a emissora, o diretor desse banco, Kourosh Parvizian, insistiu na necessidade de ampliar a cooperação bilateral com o Equador. Veja também:Equador quer comprar armas iranianasBrasil está na mira de sul-americanos após 'disputa' com Quito, diz 'El País' "Após a assinatura de um memorando de entendimento entre o Banco de Desenvolvimento de Exportações e o Banco Central do Equador, foi aprovada a concessão de uma linha de crédito de US$ 40 milhões para o país latino-americano", disse Parvizian. O responsável iraniano acrescentou que seu país está estudando a criação de outra "linha de crédito (para o Equador) de US$ 80 milhões." Parvizian acrescentou que o crédito de US$ 40 milhões poderá ser empregado à curto ou médio prazo, e sua devolução estará garantida pelo governo equatoriano. Nos últimos dias, Irã e Equador assinaram 12 acordos nas esferas política, industrial, bancária, petroleira, de mineração e construção, entre outros, no marco de uma visita de cinco dias do presidente equatoriano, Rafael Correa, ao país muçulmano. Esta terça é o último dia de uma viagem cujo objetivo é aumentar os laços bilaterais entre os dois países, que estabelecerão embaixadas em um e outro país em janeiro. Atualmente, as trocas comerciais entre Equador e Irã chegam a US$ milhões ao ano, uma quantia que os dois países pretendem aumentar, segundo a chanceler equatoriana, María Isabel Salvador.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.