Itamaraty anuncia cancelamento de visita de Ahmadinejad

Líder iraniano deve remarcar viagem ao País, que começaria na 4ª, para depois das eleições presidenciais

Mariângela Gallucci, de O Estado de S. Paulo,

04 de maio de 2009 | 17h14

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, enviou nesta segunda-feira, 4, às 16 horas, uma mensagem ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedindo o adiamento da sua visita ao Brasil. A informação foi dada nesta tarde pelo embaixador Roberto Jaguaribe, Subsecretário-Geral de Assuntos Políticos II do Itamaraty. Segundo Jaguaribe, Mahmoud Ahmadinejad pediu para que a visita ao Brasil seja marcada para outra data, após as eleições presidenciais do Irã.

 

Veja também:

link Relação Brasil-Irã é criticada nos EUA

mais imagens Manifestantes protestam contra visita de Ahmadinejad

 

A visita de Mahmoud Ahmadinejad deveria ocorrer a partir do dia 6, quarta-feira. Até a divulgação do pedido formal de cancelamento do presidente iraniano houve uma sequência de informações desencontradas sobre a visita. Durante a manhã, agências de notícias internacionais informaram que Ahmadinejad teria cancelado sua visita à América Latina, mas em seguida a Embaixada do Irã no Brasil informou, por meio da assessoria de imprensa, que em nenhum momento havia sido comunicada do possível cancelamento da viagem.

 

Na semana passada, o governo israelense protestou contra a viagem e convocou embaixador brasileiro no país para esclarecimentos. Em entrevista à BBC Brasil, a embaixadora Dorit Shavit, diretora-geral do departamento de América do Sul do ministério israelense, afirmou que "Israel não costuma interferir nos assuntos de outros países, mas ficaria contente se a visita de Ahmadinejad fosse cancelada."

 

Ahmadinejad deve buscar se reeleger na presidência e o anúncio pode estar relacionado a esse fato. Segundo a Press TV, especula-se no país que todos os partidos que desejam participar da eleição de 12 de junho devem se registrar oficialmente entre 5 e 10 de maio. A Casa Branca demonstrou desconforto com a crescente presença iraniana na América Latina, lembrou a Press TV, de Teerã.

 

(Com Fabiana Marchezi, da Central de Notícias)

Tudo o que sabemos sobre:
AhmadinejadBrasilIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.