Jornalista sequestrado no México é encontrado morto

Corpo foi achado com 'sinais de tortura e com uma mensagem do narcotráfico', afirmaram fontes da promotoria do estado

Efe,

19 Maio 2012 | 00h05

MÉXICO - As autoridades mexicanas acharam nesta sexta-feira, 18, o corpo do jornalista Marco Antonio Ávila García, de 39 anos, numa estrada no estado de El Sonora, no noroeste do país, confirmou à Agência Efe uma fonte oficial.

O corpo foi achado com "sinais de tortura e com uma mensagem do narcotráfico", afirmaram fontes da promotoria do estado, que evitaram fornecer mais detalhes sobre o ocorrido.

Ávila García, repórter jornal "El Regional de Sonora", foi sequestrado por pelo menos três homens "encapuzados e armados" quando se encontrava num lava-jato de carros na cidade de Obregón.

A Comissão Nacional de Direitos Humanos do México disse hoje em comunicado que buscará os familiares do jornalista, assim como os diretores do jornal onde ele trabalhava para iniciar uma investigação.

Mais conteúdo sobre:
jornalistasequestroméxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.