Jovens mortos em festa no México são enterrados

Cidade mais violenta do país enterrou mais de 6 mil pessoas em três anos

Efe

26 de outubro de 2010 | 05h13

CIUDAD JUÁREZ - Os corpos dos 14 jovens assassinados no fim de semana passado no município mexicano de Ciudad Juárez foram enterrados na segunda-feira, 25, por parentes e amigos em meio a cenas de profunda comoção.

Os funerais foram realizados em vários locais daquela que é considerada a cidade mais violenta do país, que em três anos viu morrer mais de 6 mil pessoas por ações do crime organizado.

As autoridades mexicanas ainda investigam o paradeiro de um jovem sobrevivente do ataque, identificado como "El Mouse" ou "El Ratón", quem poderia ser o alvo do ataque, já que, segundo testemunhas, os agressores chegaram perguntando por ele.

Os cartéis do narcotráfico disputam há vários anos o controle de Ciudad Juárez, na fronteira com os Estados Unidos. Na localidade, foram registrados neste ano mais de 2.300 assassinatos com uma média de nove mortos por dia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.