Juiz chileno nega extradição de Fujimori ao Peru

Promotores peruanos querem processar ex-presidente; caso permite apelação

Agências internacionais

11 Julho 2007 | 15h28

Um juiz chileno bloqueou a extradição do ex-presidente Alberto Fujimori para o Peru, segundo informa a BBC nesta quarta-feira, 11, onde ele é acusado de violações aos direitos humanos e corrupção durante seu período como chefe de Estado.A decisão do juiz Orlando Alvarez, anunciada por um assessor judicial, ainda permite apelação antes de ser revisada pela Suprema Corte, cuja decisão é definitiva. Fujimori, filho de emigrantes japoneses, nega todas as acusações contra ele. No Peru, promotores querem processá-lo por seus crimes.Presidente do Peru de 1990 a 2000, ele é um dos responsáveis pelo colapso econômico no país. Seus críticos ainda o acusam de violar as instituições democráticas no país e atentar contra os direitos humanos.No final de junho, o ex-presidente prometeu voltar ao Peru, um dia depois de anunciar que planeja disputar uma vaga no Senado do Japão. Atualmente, Fujimori está sob prisão domiciliar em Santiago.

Mais conteúdo sobre:
Fujimoriextradição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.