Justiça chilena processa ex-sub de Pinochet

A Justiça chilena abriu processo nestaquinta-feira contra o general que foi subcomandante do Exércitodurante a ditadura de Augusto Pinochet. Santiago Sinclair é acusado pelo sequestro, em 1987, decinco oposicionistas cujos corpos foram lançados ao mar, noúltimo caso de presos desaparecidos no país. O ex-chefe da Direção de Inteligência do Exército HugoPrado e o coronel da ativa Marcos Bustos também serão julgadospelo mesmo caso. O juiz Mario Carroza disse que Sinclair e Prado estãoenvolvidos por terem responsabilidade hierárquica, e Bustos porter participado da articulação que levou ao crime, em conjuntocom a Central Nacional de Inteligência e o comando daAeronáutica. Mais de dez militares da reserva já haviam sido processadospelo mesmo caso, inclusive o ex-diretor da polícia secreta CNIHugo Salas. Depois da restauração da democracia, em 1990, Sinclairassumiu um posto de senador designado pelo Exército. Durante os 17 anos da ditadura do falecido Pinochet, cercade 3.000 pessoas foram mortas por razões políticas e cerca de28 mil sofreram torturas. (Por Erik López e Bianca Frigiani)

REUTERS

17 de julho de 2008 | 17h46

Tudo o que sabemos sobre:
CHILEPROCESSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.