Justiça frustra oposição e confirma referendo na Bolívia

A Justiça Eleitoral ratificou nasegunda-feira a realização do referendo revogatório na Bolívia,deixando a oposição quase sem recursos para deter a consultaque pode debilitá-la e fortalecer o presidente Evo Morales. O plenário da Corte Nacional Eleitoral considerou que nãohá razões jurídicas para suspender o referendo do próximo dia10, em que Morales e oito governadores, na maioriaoposicionistas, terão a continuidade de seus mandatos submetidaao voto popular. Segundo analistas, o presidente deve ser ratificado,enquanto alguns governadores podem perder seus cargos. Essa foi a segunda vez em menos de uma semana que oorganismo eleitoral ratificou a realização do referendo. Aimprensa local especulava que a votação poderia ser suspensadiante da suposta rebelião de tribunais eleitorais regionais. (Por Carlos Aberto Quiroga)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.