Leo La Valle/Efe
Leo La Valle/Efe

Kircher recebe alta e promete 'continuar trabalhando pelo país'

Ex-presidente da Argentina havia sido operado no domingo após sentir dormência em um dos braços

Associated Press,

10 de fevereiro de 2010 | 12h04

O ex-presidente da Argentina Nestor Kirchner recebeu alta nesta quarta-feira, 10, e deixou o hospital onde se encontrava internado desde domingo, quando foi submetido a uma cirurgia de emergência na artéria carótida após sentir um dos braços dormentes.

 

A televisão local mostrou o momento em que o ex-mandatário deixava o Hospital Los Arcos no bairro de Palermo, em Buenos Aires. O carro que transportava Kirchner parou por um momento diante das câmeras, teve os vidros abaixados e o ex-presidente disse aos jornalistas que estava "bem, nota 10" e que seguiria "trabalhando pelo país".

 

Kirchner, de 59 anos e marido da atual presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi presidente entre 2003 e 2007, quando foi sucedido pela esposa. O ex-mandatário é considerado o político mais influente do país e o grande coordenador da administração de Cristina. O casal é chamado na Argentina de "matrimônio presidencial", já que pertencem ao mesmo partido e tomam as decisões em conjunto.

 

Na terça-feira, o médico pessoal de Kirchner já havia adiantado que a recuperação do ex-presidente se dava de forma satisfatória. Ele foi acompanhado por sua família durante toda a sua estadia no hospital.

 

Tudo o que sabemos sobre:
KirchnerArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.