Kirchner parabeniza ganhadores de referendo e elogia Chávez

Para presidente argentino, venezuelano demonstrou ser um grande democrata ao aceitar os resultados

Efe,

04 de dezembro de 2007 | 00h04

O presidente da Argentina, Néstor Kirchner, parabenizou nesta segunda-feira, 3, os vencedores do referendo sobre a reforma constitucional na Venezuela e destacou a "atitude democrática" do presidente venezuelano, Hugo Chávez, que aceitou a derrota na consulta de domingo.   Veja também: Venezuela vive expectativa após derrota Para Lula, Chávez aceitou vontade da maioria Amorim: 'derrota foi boa para a democracia' Venezuela rejeita reforma constitucional Chávez reconhece derrota Resultado é 'vitória da democracia' Tensão na América do Sul  Conheça pontos centrais da reforma   Acompanhe a trajetória de Hugo Chávez       Por sua parte, os dirigentes opositores Mauricio Macri e Elisa Carrió se manifestaram satisfeitos pela derrota do líder venezuelano.   "Quem perdeu reconheceu a derrota, em uma atitude democrática", disse Kirchner em um ato na sede do Executivo argentino.   "Sem interferir na sua vida interna, também quero parabenizar o povo venezuelano por ter resolvido democraticamente, com um verdadeiro exemplo, a sua reforma constitucional", acrescentou.   Kirchner destacou a atitude de Hugo Chávez, "que demonstrou ser um grande democrata ao aceitar os resultados".   "Em nome da Argentina, quero agradecer à Venezuela e a Hugo Chávez pela sua permanente atitude de solidariedade à Argentina nos momentos mais difíceis", lembrou o governante argentino.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaHugo Chávezreferendo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.