Ladrões de banco são presos e reféns são soltos na Venezuela

A políciavenezuelana deteve uma ambulância que era usada na fuga deladrões de banco, prendendo quatro homens e libertando osreféns que restavam em poder deles. Os bandidos haviam tentado roubar um banco na manhã desegunda-feira na pacata cidade rural venezuelana de Altagraciade Orituco. Para evitar a prisão, eles fizeram dezenas deempregados e clientes como reféns. Testemunhas disseram que 60 pessoas chegaram a ficar comoreféns antes de os assaltantes negociarem um plano de fuga naterça-feira. Os ladrões receberam uma ambulância para fugir,levando um grupo menor de sequestrados. O governador do Estado de Guárico, Eduardo Manuitt, disseque a ambulância chegou até a periferia de Caracas, onde foicercada por policiais que invadiram o veículo e renderam osbandidos. Os quatro rapazes, todos na faixa dos 20 anos, portavampistolas e uma granada de mão. Eles haviam ameaçado matar osreféns se a polícia invadisse o banco ou tentasse impedir afuga. Não está claro se eles chegaram a levar dinheiro daagência bancária. O incidente ilustra as dificuldades do país, riquíssimo empetróleo, em combater a criminalidade. A Venezuela tem uma dasmaiores taxas mundiais de mortes por armas de fogo. O presidente Hugo Chávez já prometeu resolver o problema ealerta seus aliados de que a população pode se vingar votandona oposição nas eleições deste ano. Entre os reféns libertados no banco havia uma grávida, umbebê e várias crianças. Não houve feridos, embora algumaspessoas tenham sido retiradas de maca e mais de 20 tenham sidolevadas ao hospital para exames.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.