Líder cubano Raúl Castro anuncia aposentadoria para 2018

O presidente cubano, Raúl Castro, anunciou no domingo que irá renunciar ao poder após o fim de seu segundo mandato em 2018, e o novo Parlamento nomeou um político em ascendência, de 52 anos, como primeiro vice-presidente e possível sucessor.

MARC FRANK, Reuters

25 de fevereiro de 2013 | 07h43

"Este será meu último mandato", disse Raúl, de 81 anos, pouco depois de ser eleito pela Assembleia Nacional para um segundo mandato de cinco anos de duração.

Em um decisão surpreendente, o novo Parlamento também nomeou Miguel Díaz-Canel como primeiro vice-presidente, significando que ele assumiria caso Raúl não possa completar o mandato completo.

Díaz-Canel é membro do gabinete político que ascendeu pela hierarquia do Partido Comunista através das províncias para se tornar o provável sucessor de Raúl.

Raúl Castro iniciará seu segundo mandato imediatamente, deixando-o livre para se aposentar em 2018, aos 86 anos.

O ex-presidente Fidel Castro uniu-se à reunião da Assembleia Nacional no domingo, em uma rara aparição pública. Desde que ficou doente em 2006 e passou a Presidência para seu irmão, Fidel, de 86 anos, abriu mão de cargos oficiais exceto o de senador da Assembleia Nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
CUBARAULMANDATO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.