Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Líder da oposição venezuela entra em greve de fome na prisão

O líder da oposição na Venezuela, Leopoldo López, declarou-se em greve de fome e convocou um protesto no próximo final de semana contra o governo socialista do país.

REUTERS

24 de maio de 2015 | 14h11

López, o mais conhecido ativista da oposição, foi preso há mais de um ano por seu papel na instigação de protestos de rua

contra o presidente Nicolás Maduro, que levaram à morte de 43 pessoas e mais centenas de feridos.

Em um vídeo da prisão Ramo Verde onde ele está sendo mantido, López, de 44 anos, disse que ele e um outro político preso - o ex- prefeito de San Cristobal, Daniel Ceballos - estavam entrando em greve de fome.

Na mensagem de vídeo postada no Twitter por sua esposa no

fim de semana, López também pediu um fim à "perseguição" de oponentes do governo, a fixação de uma data para este ano de eleições parlamentares e uma marcha contra o governo Maduro, no sábado.

Não houve resposta do governo para a mensagem de López, embora o ombudsman estatal tenha dito no Twitter que ele

foi disciplinado na prisão por posse de um telefone celular.

(Por Diego Ore)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELAOPOSICAOGREVEDEFOME*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.