Líder das Farc é morto em bombardeio, dizem fontes militares

O chefe militar da maior guerrilha esquerdista da Colômbia, as Farc, Jorge Briceño, conhecido como Mono Jojoy, foi morto em um bombardeio das Forças Armadas em uma região de selva no sudeste do país,disseram fontes do Exército colombiano nesta quinta-feira.

REUTERS

23 de setembro de 2010 | 10h22

A morte de Mono Jojoy seria o mais duro golpe contra o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) desde que seus dois principais dirigentes morreram em 2008.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta em Bogotá)

Tudo o que sabemos sobre:
COLOMBIAFARCLIDERMORTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.