Líder indígena do Peru procura exílio na Nicarágua

Dezenas de pessoas morreram nos choque entre polícia e indígenas na Amazônia peruana

Associated Press,

09 de junho de 2009 | 02h50

O governo do Peru diz que um líder indígena acusado de liderar os protestos na Amazônia peruana procurou a Embaixada da Nicarágua para pedir asilo.

 

O chefe de Gabinete Yehude Simon fez o anúncio de uma sessão especial do Congresso do Peru, chamado para discutir a morte de dezenas de pessoas, incluindo 23 policiais - em uma repressão de manifestantes indígenas.

 

A agência de notícias estatal do Peru cita o embaixador da Nicarágua dizendo que o presidente, Daniel Ortega, deve decidir nesta terça-feira se concede asilo a Alberto Pizango. A detenção de Pizango foi decretada no último sábado.

 

Ele levou à desobediência civil na Amazônia que se tornou violenta quando a polícia entrou em confronto com o protesto, ao romper o bloqueio rodoviário.

Tudo o que sabemos sobre:
ChoqueindígenasPeruNicarágua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.