Líder indígena é assassinado no México

Região é disputada por três diferentes grupos da etnia Triqui

Estadão.com.br

23 de outubro de 2010 | 21h00

OAXACA - Um líder indígena de Oaxaca foi assassinado neste sábado na região da etnia Triqui, do estado mexicano de Oaxaca, no sul do México, disse a fiscal estatal María da la Luz Candelaria, segundo informações da agência de notícias AFP.

 

Os assassinos de Heriberto Pazos, líder do Movimento de Unificação e Luta Triqui (MULT), "estavam em uma moto e alcançaram a caminhonete na qual viajava, disparando a curta distância", disse a oficial.

 

O MULT é uma das três organizações que disputam o controle de San Juan Copola, centro religioso e político da etnia Triqui.

 

As outras duas organizações são o Movimento de Unificação e Luta Triqui Independente (MULTI) e a Unidade de Bem Estar Social da Região de Triqui (UBISORT).

 

Em abril, um ativista finlandês e uma mexicana foram assassinados quando a caravana humanitária na qual viajavam tentou ingressar em uma comunidade da região e foi recebida a balas supostamente por opositores do MULTI. Até agora, ninguém foi detido ou responsabilizado pelo crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.