Lino Oviedo afirma que será presidente do Paraguai

Apesar de estar atrás de Lugo e Blanca nas pesquisas, ex-general diz que será eleito no próximo domingo

Efe,

17 de abril de 2008 | 21h36

O general reformado Lino Oviedo, um dos candidatos presidenciais de oposição no Paraguai, afirmou nesta quinta-feira, 17, durante o fechamento de sua campanha que vencerá o pleito geral de 20 de abril. "No próximo domingo, nossa causa dará seus frutos, porque este humilde companheiro será eleito pelo soberano povo para exercer a Presidência", disse Oviedo, candidato pela União Nacional de Cidadãos Éticos (Unace), criada pelo ex-chefe do Exército à margem do Partido Colorado. Veja também:Ausência de Lugo marca último debate antes de pleito paraguaioOposição paraguaia diz que não reconhecerá primeira apuração Oviedo estruturou seu fechamento de campanha de acordo com o lema de sua legenda, 'Deus, Pátria e Família', e em primeiro lugar fez um juramento perante a sede do Panteão Nacional dos Heróis, no centro de Assunção. O candidato destacou, além disso, que se chegar ao governo oferecerá todas as garantias necessárias à imprensa, a qual qualificou de "sentinela da democracia", para que possam tornar transparentes as ações de seu eventual mandato. Oviedo liderou, posteriormente, uma caravana de veículos até o santuário de Nossa Senhora de Caacupé, 54 quilômetros ao leste de Assunção, onde realizou o comício central de seu fechamento de campanha. As pesquisas para o pleito do próximo domingo colocam o ex-bispo católico Fernando Lugo, da coalizão opositora Aliança Patriótica para a Mudança (APC), em primeiro lugar, enquanto Oviedo divide a segunda posição com Blanca Ovelar, do Partido Colorado. O general se apresentou às eleições depois de recuperar, em setembro do ano passado, sua liberdade, e após a Corte Suprema de Justiça anular, em outubro, sua pena de dez anos de prisão por uma tentativa de golpe em 1996.

Tudo o que sabemos sobre:
Lino Oviedoeleições no Paraguai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.