Locomotiva desgovernada é parada na Argentina

Funcionários conseguem reduzir velocidade de trem acionado por homem que abandonou o trem

26 de dezembro de 2007 | 17h56

Empregados de uma empresa ferroviária conseguiram deter uma locomotiva que cruzou, sem maquinista e a toda velocidade, três cidades do interior da Argentina em um percurso de cerca de 150 quilômetros.   A locomotiva foi acionada por um desconhecido que saltou depois da máquina na estação de Palmira, próxima à capital da província de Mendoza, a 1.000 quilômetros a oeste de Buenos Aires. A "locomotiva fantasma", como foi batizada pela imprensa, foi detida na localidade de Alto Pelado, na província de San Luis (centro), quando tinha diminuído a velocidade para 30 km/h, após ter alcançado em alguns trechos os 70 quilômetros.   "A máquina foi desviada para uma outra linha e assim conseguimos freá-la", explicou Hernán Pesqueira, porta-voz da empresa América Logística Latina. "Estamos investigando, mas acreditamos que se trata de sabotagem", acrescentou.   A polícia fechou todas as passagens existentes no caminho seguido pela locomotiva, que atravessou sem que se registrassem acidentes nas três cidades do interior de Mendoza antes de ser parada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.