Lugo assegura que Paraguai garantirá segurança dos brasiguaios

Presidente também pede que brasileiros, ameaçados de expulsão por camponeses, respeitem leis do país

Efe,

28 de outubro de 2008 | 19h01

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, assegurou nesta terça-feira, 28, que seu governo garantirá a segurança de todos os "brasiguaios" que residam no país. O chefe de Estado pediu também que os brasileiros respeitem as leis paraguaias. "Garantimos a todos os brasiguaios que residam no Paraguai sua permanência no país com toda a segurança possível, desde que estejam dentro da legalidade e do respeito às leis paraguaias", disse Lugo, após discursar perante a Organização dos Estados Americanos (OEA), com sede em Washington. Veja também:Invasão de fazendas não tem motivação xenófoba, diz LugoPara Itamaraty, Lugo pode fazer pouco para brasiguaios O presidente paraguaio lembrou que na segunda-feira também houve uma segunda reunião da equipe da mesa técnica de negociação do tratado de Itaipu - assinado entre Paraguai e Brasil - para discutir sobre as reivindicações energéticas de ambos os países. Os dois governos debatem as reivindicações paraguaias sobre os lucros da hidrelétrica de Itaipu, sobre o Rio Paraná, compartilhada por ambos os países, em um momento de tensão entre os camponeses sem-terra e os produtores de origem brasileira, chamados brasiguaios. Perguntado pela imprensa sobre seu papel no conflito agrário, Lugo assinalou que "o presidente está muito próximo de todos os conflitos e está conversando com todos os setores". Ele destacou que pela primeira vez no Paraguai todos os setores envolvidos se sentaram em uma mesa de diálogo, um feito que qualificou de "histórico." "Sentamos para discutir na mesma mesa os grandes proprietários de terras, os técnicos, os chamados sem-terra, o governo, isso foi algo histórico", disse. "Descobrimos que não somos inimigos uns dos outros, só era preciso nos aproximarmos, pôr os pontos em comum e construir o consenso de uma reforma agrária que convenha a todos", destacou Lugo.

Tudo o que sabemos sobre:
Paraguaibrasiguaios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.