Lugo deve apresentar a Lula nova agenda de integração

Presidente paraguaio chega ao País na quarta-feira; novas medidas buscam 'remover dificuldades' nas relações

Efe,

05 de maio de 2009 | 17h11

O chefe de Estado do Paraguai, Fernando Lugo, disse nesta terça-feira, que vai propor ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma nova agenda de relação e de integração durante a visita que fará ao Brasil nos dias 7 e 8 de maio. Em sua entrevista coletiva semanal, Lugo disse que tal agenda "procura remover as dificuldades que provocavam as assimetrias" entre os dois países.

 

Veja também:

linkBrasil oferecerá ao Paraguai elevar valor de cessão de energia

 

"Temos que ressaltar os novos tempos políticos vividos em ambos os países, o que facilita uma coincidência de visões e compromissos entre os dois governos. Nossos povos aguardam que suas esperanças e suas legítimas aspirações se tornem realidade", afirmou o presidente paraguaio.

 

Lugo, que viajará na quarta-feira para o Brasil, deve conversar com Lula no dia seguinte em Brasília sobre um imposto único para o comércio entre Ciudad del Este, no Paraguai, e a cidade de Foz do Iguaçu (PR). Ambas ficam na fronteira entre os dois países e são ligadas pela Ponte da Amizade, que cruza o rio Paraná.

 

O chefe de Estado mencionou que a agenda também inclui detalhes sobre a construção de uma segunda ponte na mesma região e de outra sobre o rio Paraguai, assim como a extensão da malha ferroviária do estado do Paraná para regiões agrícolas do Paraguai.

 

Lugo também discutirá com Lula as reivindicações paraguaias a respeito do aproveitamento da usina hidrelétrica binacional de Itaipu. Após seu encontro com Lula, o chefe de Estado paraguaio, cuja visita ao Brasil já foi adiada duas vezes, deve realizar um passeio na próxima sexta-feira pelo Pantanal, saindo de Campo Grande.

Tudo o que sabemos sobre:
ParaguaiFernando Lugo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.