Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Lugo faz mais exames em SP para determinar extensão do linfoma

Dependendo de resultados, presidente paraguaio pode ser submetido a sessão de quimioterapia

REUTERS

11 de agosto de 2010 | 19h52

Após a confirmação de que o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, está com câncer linfático, os médicos aguardam o resultado de novos exames para determinar a extensão da doença, afirmaram nesta quarta-feira, 11, médicos que tratam do presidente no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Hoje foi realizada uma biopsia da coluna vertebral do presidente. Dependendo do resultado, disponível na manhã de quinta-feira, Lugo poderá ser submetido a uma sessão de quimioterapia e, diante de sua reação, tem chances de retornar ao Paraguai na sexta-feira.

O presidente paraguaio chegou ao Brasil na tarde de terça-feira para realizar exames com o objetivo de obter uma "confirmação diagnóstica" dos testes realizados em seu país. Os exames em São Paulo confirmaram a existência do linfoma.

Lugo, de 59 anos, se submeteu na semana passada a uma cirurgia para a retirada de um gânglio na virilha, e uma biopsia indicou a existência de um linfoma maligno em estado inicial.

(Por Hugo Bachega)

Tudo o que sabemos sobre:
PARAGUAILUGOLINFOMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.