Lugo se reúne com Duarte em 1.º encontro após eleições

Presidente eleito do Paraguai ainda se encontra com chefe do Banco Central para 'entender sistema financeiro'

Efe,

28 de abril de 2008 | 18h58

O presidente eleito do Paraguai, o ex-bispo Fernando Lugo, se reuniu nesta segunda-feira, 28, com o atual chefe de Estado, Nicanor Duarte, oito dias após vencer as eleições presidenciais e legislativas. Lugo e Duarte conversaram a portas fechadas durante mais de uma hora e meia no Palácio de Governo. Depois do encontro, o ex-bispo se retirou, acompanhado de um reduzido grupo de colaboradores, sem fazer declarações à imprensa.   Veja também: Chávez ri de especulações sobre 'chavismo' ou 'lulismo' de Lugo   Esta é a primeira reunião oficial entre Lugo e Duarte após as eleições de 20 de abril, nas quais Lugo colocou fim a 61 anos de hegemonia no poder do Partido Colorado ao derrotar a candidata governista, Blanca Ovelar.   Lugo deixou o prédio do qual será inquilino a partir de 15 de agosto e por cinco anos, enquanto mostrava a capa do livro que ganhou de Duarte: 21 Minutos de Poder na Vida de um Líder, de John C. Maxwell.   Alguns minutos depois foi a vez de Duarte deixar o local. Ele também não fez declarações à imprensa. Lugo foi ao Palácio de Governo após receber várias pessoas na sede da Aliança Patriótica para a Mudança (APC), a coalizão de oposição de amplo espectro ideológico que lhe levou ao poder, e após um descanso no fim de semana passado.   O ex-bispo recebeu o embaixador da Colômbia em Assunção, Mauricio González, que lhe transmitiu as saudações do chefe de Estado colombiano, Álvaro Uribe, e a vontade das autoridades de Bogotá de fortalecer as relações bilaterais e de manter os programas de cooperação.   "A Colômbia tem um serviço de aprendizagem técnica trabalhista muito bem-sucedido que poderia também servir ao Paraguai", afirmou González. Lugo também recebeu nesta segunda-feira o presidente do Banco Central (BCP), Germán Rojas, que contou a jornalistas que foi chamado para informar sobre o sistema financeiro e as medidas do emissor para reduzir a desvalorização do dólar no mercado local.   O presidente eleito "quer entender como opera o mercado, quais são as instituições, como está sistema financeiro, as características do mercado", afirmou Rojas.  

Tudo o que sabemos sobre:
Nicanor DuarteFernando LugoParaguai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.