Lula critica recusa hondurenha à saída de Zelaya

Em comunicado conjunto com o presidente do Peru, posição hondurenha é considerada 'inaceitável'

REUTERS

12 de dezembro de 2009 | 14h34

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou a recusa do governo de facto de Honduras de permitir a saída do presidente deposto Manuel Zelaya por divergências sobre os status que seria concedido a ele.

Em comunicado conjunto com o presidente do Peru, Alan García, divulgado neste sábado pelo Itamaraty, os mandatários consideraram a medida "inaceitável". A declaração foi a primeira reação do presidente brasileiro ao mais recente impasse hondurenho.

"Os presidentes condenam de forma enfática a inaceitável negativa, pelas autoridades de facto de Honduras, em total desafio aos Direitos Internacionais, de conceder a permissão para a saída do presidente constitucional José Manuel Zelaya ao México", afirmou a nota divulgada após a visita de Lula ao Peru.

Zelaya, abrigado há quase três meses na embaixada brasileira em Tegucigalpa, tentou na quarta-feira deixar a representação diplomática do Brasil e partir para o México, mas a ação fracassou devido aos desacordos com o presidente de facto, Roberto Micheletti, sobre os termos de sua saída.

O líder deposto pretendia partir para o México como "hóspede", mas Micheletti afirmou que só permitiria sua saída de Honduras como asilado político e descartou conceder anistia pelas acusações que pesam contra ele.

Zelaya foi deposto e levado para a Costa Rica em 28 de junho, mas retornou secretamente a Honduras em 21 de setembro e desde então está abrigado na embaixada brasileira.

O Brasil condenou o golpe de Estado e defendia a restituição de Zelaya à Presidência antes das eleições presidenciais, vencidas pelo candidato oposicionista Porfirio Lobo, e que não foram reconhecidas pelo governo brasileiro.

Na sexta-feira, o presidente da República Dominicana, Leonel Fernández, afirmou que Zelaya e Lobo viajarão ao país caribenho para buscar uma nova solução para a crise.

Tudo o que sabemos sobre:
HONDURASLULAREAGE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.