Lula é um dos cotados como próximo secretário-geral da Unasul

Cargo ficou vago após morte de Nestor Kirchner; Equador quer ter nomes definidos até fim do mês

Efe,

16 de novembro de 2010 | 19h49

QUITO- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-presidente uruguaio Tabaré Vázquez foram apontados nesta terça-feira, 16, como possíveis nomes para o secretariado da União de Nações sul-americanas (Unasul), após a morte do ex-presidente argentino Néstor Kirchner, que ocupava o cargo, ter deixado a função vaga.

 

Segundo a agência de notícias Andes, o tema foi abordado pelo presidente do Equador, Rafael Correa - que exerce a presidência temporária do órgão sul-americano - em uma conversa com seu colega uruguaio, José Mujica, durante visita oficial ao país andino.

 

"Temos que continuar fazendo consultas, ainda não há consenso, estamos só fazendo uma 'chuva' de ideias, conversamos sobre isso com Pepe (Mujica)", afirmou Correa a jornalistas.

 

Segundo o líder equatoriano, ainda há muitos ex-presidentes da região na lista para ocupar o cargo. "Temos que continuar pensando um pouquinho a respeito, oxalá consigamos ter um nome de consenso para Georgetown, sendo assim, continuaremos discutindo".

 

A capital da Guiana abrigará em 26 de novembro uma cúpula presidencial da Unasul na qual o Equador entregará a presidência do órgão a esse país.

 

Correa disse ter esperanças de que até essa data todos os países tenham ratificado uma emenda adicional do tratado da Unasul, o que daria caráter legal ao organismo.

 

"Temos oito países que aprovaram o tratado e nos falta um para que a Unasul tenha via jurídica", declarou o equatoriano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.