Lula presta solidariedade ao pedido pela libertação de Ingrid

Em nota, o presidente prestou apoio ao apelo de seu colega francês, Nicolas Sarkozy

01 de abril de 2008 | 20h02

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou nesta terça, 1, uma nota à imprensa onde presta solidariedade ao apelo de seu colega francês, Nicolas Sarkozy, pela libertação da ex-candidata à presidência da Colômbia, Ingrid Betancourt, refém das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) desde 2002. Em seu discurso, Sarkozy responsabilizou a guerrilha pela saúde de Ingrid e afirmou que a franco-colombiana corre risco de morte.  Veja também: Ingrid Betancourt está perto da morte, diz Sarkozy Assista ao pronunciamento de SarkozyMarido de Ingrid faz apelo a Lula para libertação da refém Conheça a trajetória de Ingrid Betancourt Por dentro das Farc Entenda a crise  Histórico dos conflitos armados na região    "O Presidente Lula manifesta sua solidariedade irrestrita para com o chamamento do Presidente Sarkozy, na convicção de que é urgente salvar todos aqueles que se encontram em situação de risco extremo de vida", diz o comunicado. A nota ainda afirma que Lula manteve conversações com o presidente colombiano Álvaro Uribe, para quem  "expressou seu desejo de lograr, no mais breve prazo possível, uma solução humanitária que permita a pronta libertação dos reféns". A declaração de Lula foi dada um dia depois de o marido da ex-candidata, Juan Carlos Lecompte, pedir, em entrevista à TV Globo, o auxílio do presidente brasileiro nas negociações.

Tudo o que sabemos sobre:
Ingrid BetancourtLula, SarkozyFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.