Maduro diz que Chávez pode ter influenciado eleição de papa

O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que seu antecessor e mentor político, o recém falecido líder socialista Hugo Chávez, pode ter influenciado Cristo para que um sul-americano fosse eleito papa na quarta-feira.

Reuters

13 de março de 2013 | 21h24

"Sabemos que nosso comandante ascendeu às alturas e está frente a frente com Cristo", disse Maduro numa feira literária de Caracas. "Algo influenciou a escolha de um papa sul-americano, alguém novo chegou ao lado de Cristo e disse a ele: ‘Bem, nos parece que a hora da América do Sul chegou'."

Surpreendendo os especialistas, o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi eleito nesta quarta-feira para se tornar o primeiro papa não europeu em quase 1.300 anos.

"Ele (Chávez) também pode convocar uma assembleia constituinte no céu a qualquer momento para mudar a Igreja na Terra, de modo que só as pessoas de Cristo possam governar o mundo", acrescentou Maduro.

Chávez, que morreu na semana passada de câncer, é reverenciado com fervor quase religioso por muitos venezuelanos pobres, que se beneficiaram durante 14 anos das suas políticas sociais patrocinadas pelos dividendos petroleiros.

Maduro foi apontado por Chávez como seu herdeiro político e é o favorito na eleição presidencial de 14 de abril.

Chávez se mostrava como um católico fervoroso, mas teve frequentes atritos com líderes eclesiásticos aos quais acusava de terem se aliado à elite venezuelana.

(Reportagem de Ana Isabel Martínez)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACHAVEZPAPA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.