Manifestações na embaixada da Grécia em Buenos Aires deixam 4 feridos

Anarquistas protestavam contra prisão de ativista grego; cinco foram presos

27 de abril de 2010 | 23h33

Efe

 

BUENOS AIRES- Um enfrentamento entre a polícia argentina e manifestantes que jogaram pedras e bombas molotov na fachada da embaixada da Grécia em Buenos Aires deixou quatro feridos, informaram fontes policiais nesta terça-feira, 27. Cinco pessoas foram presas durante o confronto.

 

Os manifestantes pertencem a um movimento anarquista e pediam a liberação de Giannis Dimitrakis, um ativista grego condenado a 35 anos de prisão por participar de um assalto a banco em Atenas em 2006.

 

Três policiais e um dos ativistas detidos tiveram de ser hospitalizados.

 

De acordo com as fontes, os confrontos começaram quando os manifestantes tentaram incendiar a porta principal da sede diplomática, situada no bairro portenho de La Recoleta.

 

A mobilização foi convocada pela web em vários países, já que a Justiça grega determinará nesta quarta se Dimitrakis continuará na prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.