IVAN ALVARADO/REUTERS
IVAN ALVARADO/REUTERS

Manifestantes entram em confronto com a polícia no Chile durante marcha em apoio aos povos mapuches

Centenas de pessoas se reuniram no centro Santiago nesta segunda-feira, 12, durante o feriado do Dia de Colombo, que marca a chegada dos espanhóis à América

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2020 | 17h10

Manifestantes entraram em confronto com a polícia no Chile nesta segunda-feira, 12, dia no qual é comemorado o Dia de Colombo, feriado que marca a chegada dos espanhóis à América em 1492. Centenas de pessoas, incluindo dezenas de representantes de povos indígenas e principalmente Mapuche, participaram da marcha denominada "Resistência Mapuche" na Praça Itália, no centro de Santiago.

A manifestação começou seu avanço na Avenida Alameda, principal artéria da capital chilena, onde ocorreram rebeliões com encapuzados que incendiaram pontos de transporte público, destruíram placas e atiraram pedras contra a tropa de choque.

A polícia respondeu com gás lacrimogêneo e jatos d'água, afastando os manifestantes para a praça, rebatizada pelos chilenos como Praça Dignidade após os protestos civis de outubro de 2019. Aos menos 30 pessoas morreram nos atos do ano passado. 

Mapuches

Os protestos são realizados nesta data todos os anos em apoio aos Mapuches, maior etnia chilena, que mantêm um conflito histórico com o Estado do qual reclamam terras no sul do país que consideram suas por direito ancestral e que as autoridades entregaram empresas privadas, principalmente madeireiras.

A maioria das comunidades Mapuche estão localizadas na região de Araucanía (sul), onde ocorreram ataques incendiários a propriedades privadas e caminhões, que foram reclamados por grupos extremistas que apóiam as demandas Mapuche, mas onde os auto-ataques também foram registrados. recolher seguro e roubo comum.

Os protestos acontecem dias antes do plebiscito de 25 de outubro, quando os chilenos vão decidir se mudam ou não a atual Constituição herdada da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990). /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.