Maradona lança campanha por reeleição indefinida de Chávez

Ao lado do argentino, presidente pede mais tempo no poder para transformar país em potência do esporte

Agências internacionais,

29 de janeiro de 2009 | 08h08

O técnico da seleção argentina de futebol, Diego Maradona, mostrou na quarta-feira, 28, total apoio ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e iniciou campanha pela reeleição indefinida. A emenda constitucional passará por referendo no próximo dia 15 de fevereiro e permitirá que Chávez permaneça no poder depois que seu segundo mandato acabar, em 2013. Foto: Efe Chávez e Maradona apareceram juntos em um ato no estádio Brígido Iriarte de Caracas. O técnico afirmou que era uma "honra" ter sido escolhido para celebrar, no próximo dia 2 de fevereiro, os "10 anos da revolução" liderada pelo presidente venezuelano. Foto: Efe Chávez, por sua vez, voltou a afirma que precisa de mais tempo no poder para "converter a Venezuela em uma potência mundial do esporte". O presidente encerrou o ato de campanha com um abraço em Maradona, enquanto eram lançados fogos de artifício e bexigas vermelhas. Ainda que equipes nacional venezuelanas não obtenham muito sucesso em competições estrangeiras, Chávez gastou milhões de dólares na organização de eventos esportivos.

Tudo o que sabemos sobre:
Hugo ChávezVenezuelaMaradona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.