Membros das Farc atacam mina de carvão no norte da Colômbia

Incidente em maior mina do país ocorre no mesmo dia em que chefe militar da guerrilha morreu

Reuters,

23 de setembro de 2010 | 20h45

BOGOTÁ - Homens suspeitos de serem guerrilheiros das Farc atacaram nesta quinta-feira, 23, a mina de carvão Cerrejon, no norte da Colômbia, e incendiaram um caminhão e um trator após intimidar três operários, informou a empresa, que reportou normalidade em sua produção, apesar do incidente.

 

Veja também:

linkOutro alto membro das Farc também morre em operação, diz rádio

link Símbolo do terror na Colômbia foi derrubado, diz Santos

linkMorte é vitória para a Colômbia, diz Casa Branca

lista Perfil: Mono Jojoy, guerrilheiro há mais de 30 anos

 

O ataque ocorreu nas imediações da cidade Albania, no departamento (estado) de Guajira.

 

A Cerrejon, produtora líder de carvão na Colômbia e uma das maiores companhias a nível mundial, é propriedade da BHP Billiton , Anglo American e Xstrata. Ela é a maior mina de carbono a céu aberto da América Latina e a primeira empresa produtora do mineral na Colômbia.

 

O setor mineiro e petroleiro está em auge no país devido a melhores condições de segurança alcançadas por uma ofensiva militar contra as guerrilhas iniciada pelo ex-presidente Álvaro Uribe, com apoio dos Estados Unidos.

 

O presidente Juan Manuel Santos, que assumiu em 7 de agosto, prometeu continuar os trabalhos de seu antecessor nesta área.

 

O incidente ocorreu no mesmo dia em que o governo anunciou a morte do chefe militar das Farc, Jorge Suarez Briceno, conhecido "Mono Jojoy", em uma operação militar na qual morreram outros 20 guerrilheiros.

Tudo o que sabemos sobre:
Farcguerrilhaminacarvão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.