Menino que se veste como Fidel Castro é recebido pelo ídolo

Nas fotos do encontro o garoto aparece sentado ao lado do ídolo, vestido com seu pequeno uniforme militar

REUTERS

26 de agosto de 2014 | 11h59

A única coisa que falta é a barba.

Um menino de 8 anos que gosta de se vestir como Fidel Castro conheceu seu ídolo quando o líder da revolução cubana, de 88 anos, convidou o pequeno sósia e sua família para um bate-papo em sua casa.

"Senti muita emoção ao ver o Fidel", disse o menino, Marlon Méndez, à Reuters. "Era meu sonho conhecer Fidel, e realizei."

O menino e sua família visitaram Castro no dia 16 de agosto após receberem um convite do homem que liderou a revolução em 1959 e governou Cuba por 49 anos, antes de sua renúncia oficial em 2008 devido a problemas de saúde.

Castro é idolatrado por alguns e detestado por outros.

Méndez gosta de vestir o uniforme militar verde oliva, botas de combate e um boné como o que Castro costumava usar.

Nas fotos do encontro o garoto aparece sentado ao lado de Castro, vestido com seu pequeno uniforme militar, ainda que, como era de se esperar, sem a barba nem o charuto que se tornaram a marca do líder cubano.

O menino surgiu pela primeira vez em uma reportagem da TV cubana do dia 12 de agosto, véspera do aniversário de 88 anos de Castro.

Nas paredes de seu quarto em uma casa de San Antonio de los Baños, localidade cerca de 35 quilômetros a oeste de Havana, estavam penduradas dezenas de fotos de Fidel.

Após a aparição de Marlon na TV estatal, sua família foi convidada para um encontro com Castro.

Marlon mostrou as fotos do encontro com Castro e um texto escrito pelo líder cubano que dizia: "Para meu amigo Marlon Méndez... como recordação de sua primeira visita."

Segundo contou a avó do garoto, María Elvira Hernández, que participou do encontro, eles conversaram sobre agricultura e a Venezuela, entre outros temas.

Castro adoeceu gravemente em 2006 e renunciou a todos os seus cargos, sendo posteriormente substituído por seu irmão mais novo, Raúl Castro, na Presidência do país.

O líder cubano escreve artigos de opinião esporádicos sobre assunto internacionais e recebe visitas de presidente e outras personalidades internacionais.

(Reportagem de Rodrigo Gutiérrez, Enrique de la Osa e Nelson Acosta)

Tudo o que sabemos sobre:
CUBAFIDELMENINO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.