Mexicano é preso porque filmava mulheres no metrô

Além disso, estava com uma mochila onde guardava roupas íntimas de mulher

EFE,

15 de dezembro de 2007 | 01h25

Um suposto pervertido, que filmava com seu telefone celular as mulheres que subiam as escadas do metrô da capital mexicana, foi detido pela Polícia depois de uma denúncia de uma de suas vítimas. Uma mulher acusou Pablo Estrada Nava, de 43 anos, de tê-la filmado e tocado as suas pernas quando ela subia as escadas do metrô. Estrada foi detido pela Polícia, que descobriu no seu celular 14 cenas de mulheres usando saias, surpreendidas em escadas do metrô ou de passarelas, disse a Secretaria de Segurança Pública. Além disso, estava com uma mochila onde guardava roupas íntimas de mulher. O detido declarou que trabalha como pedreiro e que gosta de filmar "essas partes" das mulheres para seu uso pessoal e não para comercialização.

Tudo o que sabemos sobre:
MÉXICOPERVERTIDOMULHERES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.