Gael Garcia/Reuters - 17/12/2010
Gael Garcia/Reuters - 17/12/2010

México deteve mais de 27 mil criminosos em guerra contra o tráfico em 2010

Forças de Segurança ainda conseguiram a libertação de 1.184 reféns dos narcotraficantes

Efe,

24 de dezembro de 2010 | 03h58

CIDADE DO MÉXICO - A polícia do México deteve ao longo deste ano 27.200 criminosos durante o combate ao narcotráfico, realizado há quatro anos pelo governo do presidente Felipe Calderón, informou nesta quinta-feira, 23, o Gabinete de Segurança do país, integrado por quatro ministérios e pela Procuradoria Geral.

 

Destacam-se as detenções de "importantes líderes" das organizações criminosas mais perigosas como Edgar Valdez-Villarreal ("La Barbie"), Teodoro García Simental ("El Teo") e Sergio Enrique Villareal ("El Grande"), assinalaram em comunicado os ministérios de Governo, Defesa, Marinha e Segurança Pública e a Procuradoria Geral.

 

Dentre os 27.200 presos, foram detidos 1.179 sequestradores e libertados 1.184 reféns, ressaltou o Gabinete de Segurança.

 

O México está envolvido em uma onda de violência que, nos quatro anos do governo Calderón, já causou mais de 30 mil mortes,atribuídas à guerra contra o crime organizado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.