México faz maior apreensão de armas de poderoso cartel da droga

Após intensos tiroteios, oExército mexicano fez na fronteira com os Estados Unidos o queconsidera a maior apreensão de armas do país, além de meiatonelada de maconha de um poderoso cartel do narcotráfico,disseram militares de alta patente nesta sexta-feira. O arsenal --que inclui quase 100 armas como lançador degranadas y metralhadoras, 50.000 cartuchos, 839 carregadorespara armas de menor calibre e numerosas granadas-- foilocalizado na noite de quinta-feira graças a uma denúnciaanônima, em um bairro residencial da violenta cidade deTijuana. "Essa apreensão é a maior que já tivemos", disse à Reuterso major do Exército Justo Buenaventura Jaime. "Também é a maiorque fizemos da organização Arellano Félix, que à noite recebeuos militares a balas", acrescentou. Segundo o militar, o tiroteio entre membros do poderosocartel dos Arellano Félix --também conhecido como o cartel deTijuana-- durou duas horas e deixou três detidos.Algumas das armas apreendidas estavam banhadas em ouro branco eamarelo e teriam gravados adereços de caubois e de caveiras. Também foi encontrada meia tonelada de maconha,equipamentos militares e uniformes de várias corporaçõespoliciais. Tijuana, um ponto de tráfico da droga que vai aos EstadosUnidos, viu um aumento de assassinatos neste ano por eventosligados ao narcotráfico. Em todo o país, mais de 2.500 pessoas foram assassinadas em2007 por conta da violência do narcotráfico e em 2008 jámorreram pelo menos 320 pessoas. (Reportagem de Lizbeth Díaz)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.