México prende um dos principais traficantes do país

O México capturou na segunda-feira um dos chefões do tráfico de drogas no país, Edgar Valdez, conhecido como "La Barbie", numa vitória da arriscada guerra do presidente Felipe Calderón contra os cartéis que promovem matanças e ameaçam a imagem do país entre investidores e turistas.

REUTERS

31 de agosto de 2010 | 09h40

A polícia federal prendeu Valdez, líder do cartel Beltran Leyva, que atua na região central do México, em uma área residencial perto da capital, informou o governo.

Valdez, de 37 anos, é um norte-americano de origem mexicana, nascido no Estado do Texas, e tem o apelido de "La Barbie" por causa de sua pele clara. Um porta-voz da polícia disse que ele resistiu pouco à prisão.

"Valdez tem conexões com grupos do crime organizado operando na América Central e do Sul no contrabando de drogas para os Estados Unidos, onde ele também era procurado", disse o porta-voz do setor de segurança nacional, Alejandro Poire, em entrevista à imprensa.

As autoridades acreditam que Valdez estava por trás do aumento dos crimes violentos no centro do México, já que ele lutava pela liderança de seu cartel. Os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de 2 milhões de dólares por sua captura, mas Poire não disse se Valdez será extraditado para os EUA.

A captura de Valdez, depois de uma busca de mais de um ano, se seguiu à morte de outro grande chefão do tráfico, Ignacio "Nacho" Coronel,

"Esta é claramente uma grande captura e vai tirar um pouco da pressão sobre Calderón no curto prazo, mas o impacto somente será parcial, a menos que o governo atue para capturar os pistoleiros que trabalham para La Barbie e desmantele a gangue", disse Pedro de la Cruz, um analista de segurança da Universidade Autônoma do México.

Calderón está procurando conter a preocupação no México e no exterior com sua guerra ao narcotráfico. Mais de 28 mil pessoas, na maioria traficantes e policiais, morreram nos conflitos desencadeados pelas operações militares de repressão nos três anos e meio em que Calderón está no poder.

(Reportagem adicional de Cyntia Barrera, Adriana Barrera e Robin Emmott)

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICOTRAFICOPRISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.