México reforça segurança em Tijuana após prisão de traficante

O México reforçou neste sábado a presença do Exército em Tijuana, quatro dias depois da prisão de Teodoro "el Teo" García Simental, um dos narcotraficantes mais procurados do país e acusado de uma onda de violência que atinge a cidade.

REUTERS

16 de janeiro de 2010 | 17h54

A Secretaria de Defesa Nacional informou que colocou em serviço 860 integrantes do Exército mexicano, com o objetivo de garantir a segurança nas áreas mais violentas de Tijuana.

Em 2009, o número de mortos na região chegou a 700.

Estimativas extra-oficiais indicam que cerca de 10 por cento de todas as pessoas executadas em 2009 no país foram mortas na cidade.

(Por Lizbeth Díaz)

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICOTRAFICO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.