Micheletti cogita restituição de Zelaya, diz jornal

Líder de facto cogita "qualquer cenário político" se "eleições transparentes" forem realizadas

Priscila Arone, da Agência Estado,

05 de outubro de 2009 | 15h29

O presidente de facto de Honduras, Roberto Micheletti, declarou nesta segunda-feira, 5, a um canal de televisão que admite a possibilidade de retorno do líder deposto, Manuel Zelaya, ao cargo. "Se realizarmos eleições no país, transparentes, e elegermos o novo presidente, daí para diante podemos falar de qualquer cenário, de qualquer solução", disse Micheletti, segundo o jornal hondurenho El Heraldo.

 

Veja também:

Honduras aposta em acordo cem dias após golpe

FMI promete respaldar Honduras após volta de Zelaya

especialEspecial: O impasse em Honduras 

Sobre os prováveis cenários para uma negociação, Micheletti disse que o desejo de Zelaya de retornar ao cargo pode ser levada em conta, mas "terá de ser analisado com melhores enfoques legais, porque não se pode restituir uma pessoa que está com problemas com a Justiça do país. Em todo o caso, a decisão terá de ser tomada pela Suprema Corte", afirmou.

Micheletti disse, segundo o jornal, que não está disposto a aceitar a convocação de uma Assembleia Constituinte para alterar a Carta Magna, algo que Zelaya tentava fazer quando foi retirado do poder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.