Migrantes exigem de autoridades respeito aos direitos humanos

Comissão documentou muitas violações aos direitos humanos dos centro-americanos no México

EFE

13 de outubro de 2007 | 04h11

O representante da Comissão Nacional dos Direitos Humanos do México (CNDH), Mauricio Farah, se reuniu neste sábado com organizações centro-americanas em Los Angeles para atender às denúncias de maus-tratos a imigrantes durante sua passagem pelo México. "Pedimos e exigimos das autoridades norte-americanas o respeito aos direitos humanos dos mexicanos aqui e estamos obrigados jurídica e eticamente a fornecer esse respeito aos centro-americanos e qualquer imigrante em território mexicano", disse Farah. Segundo Farah, a CNDH documentou muitas violações aos direitos humanos dos centro-americanos no México e solicitou às autoridades mexicanas uma reforma migratória. Farah disse que é a primeira vez que se reúne com centro-americanos em Los Angeles, mas que tem uma comunicação fluente com as organizações a favor dos direitos dos imigrantes mexicanos nos Estados Unidos. Explicou que o propósito de sua visita é "trabalhar, conhecer a situação e documentar para fóruns internacionais qual é a situação que vivida aqui, como as batidas, as perseguição às famílias, a divisão das famílias". "E elaboramos um relatório da impunidade que se está vivendo nos Estados Unidos com a morte dos migrantes ao atravessar a fronteira", indicou o representante da CNDH.

Tudo o que sabemos sobre:
imigraçãoMéxicoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.