Claudio Reyes/Efe
Claudio Reyes/Efe

Mineiros presos em jazida registram entrada de perfuradora

No vídeo, se pode observar nitidamente o momento em que a broca entra no refúgio

Efe

18 de setembro de 2010 | 03h42

Os mineiros presos na jazida San José, no norte do Chile, desde o dia 5 de agosto, gravaram na sexta-feira, 17, o momento em que uma das perfuradoras penetra em seu refúgio e provoca a alegria dos 33 operários.

 

 

Veja também:

especialInfográfico: animação mostra como será o resgate

especialLinha do tempo: os piores acidentes da década

 

 

 

No vídeo, distribuído pelas autoridades, se pode observar nitidamente quando a perfuradora de cerca de 30 centímetros de diâmetro entra no refúgio rompendo a rocha e jorrando água para esfriar a broca.

Nesse momento os mineiros começam a gritar e um deles olha para a câmera explicando o que está acontecendo nesse momento e se comprometendo a ajudar no trabalho que vem pela frente.

"Estamos extremamente emocionados e supercontentes", disseram os trabalhadores, que também agradeceram ao governo e "às pessoas que está trabalhando por nós, sacrificando seu descanso nestes dias de festas pátrias", destacaram.

Os 33 operários, entre eles um boliviano, sabem que agora terão que trabalhar duro para sair com vida dos 700 metros de profundidade.

A mesma máquina, que terá os martelos trocados para que o buraco seja dilatado para cerca de 65 centímetros, fará cair muita terra no refúgio que os mineiros presos serão os encarregados de removê-la.

O engenheiro a cargo dos trabalhos de resgate, André Sougarret, explicou aos jornalistas que através dos dutos abertos será enviado petróleo para que os operários façam funcionar uma máquina que lhes ajude a remover a terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.